08 agosto, 2012

pausa...



Na vida, tal como na música há momentos temos que fazer pausas, para depois voltar a caminhar, a compor ou simplesmente cuidar do jardim que há dentro de nós. Este jardim há muito que anda abandonado talvez porque o seu " jardineiro" anda a passar por processos de transformação. Pensei fechá-lo...mas quando não temos certezas mais que mais vale parar e para depois decidir.

Assim farei. Os Jardins proibidos vão encerrar temporariamente para reflexão, talvez voltem a florir depois da chuva passar... Agora quero aproveitar o cair da chuva ...e ver outro jardim a florir!



Um até…

um abraço
tulipa