12 julho, 2012

pouco a pouco...


Pouco a pouco…
Chegaste vindo do nada, do acaso
Um sorriso rasgado, num rosto sereno
E pouco a pouco foste me deixando
Derrubar as muralhas que te envolviam
E foste-me acolhendo nos teus braços.

Pouco a pouco…
Começámos a caminhar  lado a lado
Deste-me a mão, soltámos a tristeza
Envolta num manto de seda transparente
Caminhamos  sem destino ou direção
Guardamos cada toque, cada sorriso
Sonhamos com o que ainda não vivemos


Pouco a pouco…
 Unimos as  nossas vidas,  e  alegrias
Unimos as tristezas  e as dores
De uma vida passada e presente
Trocada em cada palavra tua ou minha
Caminhamos a um passo ritmado
Ao sabor do tempo e do vento
Do sonho  construído em cada sorriso
Em cada beijo trocado , pouco a pouco..
Aprendi o sabor de um novo amor!

 

um abraço tulipa