27 julho, 2011

Queria...


Queria…

Queria olhar teu o rosto
Sentir o calor do teu beijo
Ouvir sussurrar o meu nome
Num gesto de amor e querer.

Queria sentir o teu abraço
Apertado contra o meu peito
Num silêncio de palavras
Numa brisa de sentimentos.

Queria ser tua deusa
Num mundo imaginário
Contornar o teu rosto
No imaginário abraçado.

um abraço tulipa

8 comentários:

Luís Coelho disse...

E tudo está próximo. Ao alcance dos teus olhos, pertinho dos teus lábios, falta só um toque de coração...

Sonhadora disse...

Minha querida

Minha querida...por vezes está perto o que julgamos longe, apenas não acreditamos.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Lilá(s) disse...

Olha que lindo!
Bjs

Elisa T. Campos disse...

Antes não ligava para poesias .Na
minha vida que é muito corrida me atenho só para haicais.

Mas, lendo poemas sempre me acrescenta e encontro inspiração aos
meus haicais.

bjs

Evanir disse...

Conhecendo seu blog hoje amei seus poemas a flor que mais gosto é Tulipa
fiz até tapetes em crochê com flores de Tulipa.
Já estou seguindo seu blog convido a conhecer o meu.
Um abençoado final de semana beijos meus,Evanir.

Evanir disse...

Apesar de todas as dificuldades,
das tristezas que insistem.
Mesmo com essa montanha erguida
O sol possa ser o presente mais doce
em cada amanhecer da minha vida.
Que eu sinta serenidade nesse momento
de espera.
Que eu aguarde com tranquilidade
o nascer do Sol todos os dias.
Que ele traga luz para minha vida
abrir cada dia mais o meu coração.
E numa prece silênciosa eu continue
na fé esperando um amanhã mais feliz
e mais bonito.
Tudo isso só sera possivel se eu tiver
uma fé sem limites.
E poder contar sempre com sua
amizade tão bonita.
Que Deus esteja contigo e comigo.
Um feliz e abençoado final de semana.
BJS no coração,,Evanir..

elvira carvalho disse...

Fico feliz por ver que continua. Seria uma pena que não partilhasse connosco este poema, e outros que vai escrever de certeza. Quem escreve assim não pode nem deve privar-nos da sua leitura. Um abraço e uma boa semana

Mary J. disse...

Não há remédio para a dor. Só não podes é desistir do que amas, do que queres, do que sentes. Rasga-te e liberta-te. Diz-lhe o que sentes. O sussurrar desse nome estará sempre escrito no teu coração. Não desistas.