30 abril, 2011

solidão


Solidão onde vais tão apressada?
Envolta na escuridão da noite
Caminha num passo sereno
Deixa-me fazer-te companhia
Vamos as duas num silêncio
Interrompido num gesto desesperado.

Solidão onde vais tão apressada?
Escuta os pássaros, a lua
Escuta cada palavra que te digo
Não te isoles no silêncio
Deixa-me fazer-te companhia
Contar-te as minhas mágoas
Alegrias e tristezas
Na solidão interrompida
Vamos caminhar na chuva
Gritar ao amanhecer
Solidão onde vais tão apressada?
 um abraço tulipa

22 abril, 2011

Dá-me um abraço...

Quem já não precisou de um abraço que seja forte.... eu preciso.

um abraço

Tulipa

10 abril, 2011

Ao Sabor dos dias...


Ao sabor dos dias,
Ao sabor da vida
Ando por aí perdida
Que ensombra
As nuvens que esconde
A vontade de ficar
A vontade de partir
Que ensombra a madrugada
Repleta de silêncio
Que ilumina o céu estrelado
Onde mora a magia do nada
A magia do luar, do céu azul
Onde fica a alma a suspirar
Ao sabor dos dias
Ao sabor do anoitecer
Ao sabor do silêncio
A alma suspira
Na penumbra de um olhar
No desejo de abraçar
Na alma que suspira
Ao sabor do silêncio
Na escuridão da noite.


um abraço Tulipa