22 abril, 2010

Dei por mim a pensar...






Dei por mim a pensar

Enquanto o dia corria

Envolto na sua caminhada

Certa e incerta

Que a vida é um tesouro

Com momentos imprevistos

De tristeza e dor.



Dei por mim a pensar

Que são coisas da vida!



Dei por mim a pensar

No desafio chamado vida

Intenso no caminhar e sentir.

Nos beijos trocados

Na saudade da vida percorrida

No sonho da vida por percorrer.



Dei por mim a pensar

Na luta que é a vida!



Dei por mim a pensar

Que num dia a vida veste

Um belo vertido atraente

Cativando um sorrriso

No outro esbarra no cinzento

Na escuridão do sofrimento

Que teima em ficar.

 
Dei por mim a pensar

Que os dias podem parecer eternos.



Dei por mim a pensar

Que estranha é a vida

Tantos olhares que se cruzam

Num vazio e ausência.

E há tantos olhares perdidos

Que não se podem olhar.



Dei por mim a pensar

Que não queria pensar.

um abraço tulipa

08 abril, 2010

vendaval da vida...






Tantas vezes na vida

Afastei-me do mundo

Das pessoas que amei

À procura de um novo rumo…

À procura de mim…



Nessa procura

Senti-me só

Num mundo cheio de gente

Tantas vezes sorri

Pensando ter encontrado

O que procurava…

Engano…



Continuei o meu caminho…

Umas vezes a sorrir, outras a chorar

Umas tropecei outras levantei-me

Um dia conquistei os sonhos

Que tanto procurei...



Quando pensava que tinha

Passado por tudo

Voltava a cair...

Nos sonhos desfeitos.



Nessa luta segui o meu caminho

Entre um sorriso e uma lágrima

Plantei as sementes dos meus sonhos

Alguns floriram

Outros morreram…

Antes de darem flor…



No vendaval da vida

Aprendi que temos de semear

Nem todas as sementes vão florir

Temos que acreditar e regar

Cada uma com carinho

Nunca sabemos se um dia

Nascerá a flor mais bonita do jardim.

 
um abraço
tulipa

01 abril, 2010

Diferenças da vida...

No silêncio da vida
Existem cores diferentes
Sonhos que se cruzam
Caminhadas par a par
Abraços apertados
Em rostos tão diferentes
Em pessoas que jamais
Se poderiam amar

No silêncio da vida
a diferença
Nem sempre é sentida
 a diferença
de uma cor
de um estatuto
de um sorriso

No silêncio da vida
Não importa a cor
da vida
O que importa é a cor
de um amor
de um sonho
de um tesouro
guardado.


Um abraço
Tulipa