21 fevereiro, 2010

poema sem titulo


Há palavras que entristecem,

Se não conseguem fazer-te rir.

Palavras que vemos,

Nos filmes, nas canções e nos livros…

Palavras que quero dizer-te,

Palavras que quero viver,

Palavras que não podem dizer.

Eu quero…

…mas não posso.

Estou tão só que preferia morrer.

Ninguém entende o meu amor.

~
Este poema não foi escrito por mim, embora pelo seu conteúdo quase podia ser, mas foi dito recentemente por uma pessoa muito especial numa peça de teatro  " As 8 mulheres".
Correu muito bem e estavam todas muito bem, mas tu estiveste muito bem , parabéns! E não desistas nunca de nada na vida...
 
um abraço tulipa

12 fevereiro, 2010

Primavera da vida...

Quando vem um vento forte e se varre o Inverno da vida...e chega a Primavera num tom sorridente, cheio de alegria e magia...

Quando se varre o Inverno da vida, o frio da da madrugada, as manhas sem brilho e as noites escuras., sem brilho ...

Quando é que o amanhã vai chegar a sorrir e não o vai perdendo ao longo do dia?

um abraço
Tulipa

01 fevereiro, 2010

perdida no tempo

Perdida no tempo, no espaço, esquecida ou será apenas uma resistente nas adversidades da vida...?

um abraço
tulipa