29 junho, 2009

despedida lenta...


Estás a fazer uma lenta despedida
A libertar as amarras que ainda te prendem
Sei que queres deixar tudo arrumado
antes de partires!
Uma dessas amarras sou eu
e os miúdos
E o teu jardim…
Por mais que me doía,
por mais que sofra
Quero que sigas o teu fim
Com a paz e serenidade
Que não encontraste
nestas caminhadas!

Não aprendi a dizer adeus,
nem nunca vou aprender
Mas quando quiseres partir
Vou chorar a minha dor
Mas não te vou pedir
mais para ficares
Solta as amarras e vai …
Quando chegar a hora…
Não te quero ver mais sofrer…

Um beijo com muito carinho
tulipa

9 comentários:

Pedrasnuas disse...

UMA DESPEDIDA LENTA...É SEMPRE UMA DESPEDIDA ,MESMO QUE NOS PREPAREMOS NUNCA ESTAMOS SUFICIENTEMENTE PRONTOS...
NÃO É FÁCIL DIZER ADEUS...
MAS É PRECISO LIBERTAR...
DEIXAR IR...
LAMENTO QUE TENHAS DE DIZER ADEUS...
UM ABRAÇO E FORÇA

maripoza disse...

1 beijinho...

Joana * disse...

Não digas adeus...

Deixa que se afastem...

Certamente voltarão, e se não voltarem, secalhar era porque não tinham que voltar.

E lembra-te, TU estás sempre em primeiro lugar, os outros são secundários =)

simplesmenteeu disse...

As despedidas são sempre dolorosas. Há nelas uma sensação de perda.
Contudo, às vezes, são necessárias ao crescimento das duas pessoas e ao reencontro com o nosso Eu.

Não digas adeus. O afastamento também pode ser uma boa forma de recomeçar.

Que ambas encontrem a paz e a harmonia.

Beijo carinhoso

Fernanda disse...

Não vejas como uma despedida,...
mas, apenas, como uma outra forma de estar...
Ás vezes, o afastamento, torna-se a maneira mais saudável de estar junto.


Um abraço e uma optima semana

Secreta disse...

Nunca ninguem está realmente preparado para uma despedida , por muito que contemos com ela.
Beijito.
:(

NAFTAMOR // Melhoral disse...

Adeus...........

Outra palavra que me custa a dizer, eu sou mais de
Até...........
Adeus tive que dizer uma única vez, quando me despedi daquela que eu mais amei e que me deixou--a minha Mãe.

Um Beijo

clic disse...

Sabes, nunca nada está arrumado... Mas deixa a ilusão correr, nunca nada é suficiente para minorar o sofrimento... Fazes bem em deixar ir...

Abraço

Secreta disse...

Passei para ler-te...
Espero estejas bem.
Um beijito.