03 abril, 2009

saudade...


Ontem, estava aqui a tratar de coisas práticas e vi que estavas online, apenas disse “ Olá, tenho saudades tuas e sinto a tua falta!”depois tive que sair, fui com o teu “morado” à terapia da fala…ainda pude ler depois ligo-te, talvez vá demorar muito…talvez vás esquecer…
Depois no caminho revi imagens meias desbotadas das coisas que vivemos, quando eu comia à pressa para vir falar um pouco contigo, quando desabafámos uma com a outra tantas vezes dizíamos em tom de brincadeira “ isto é em OF” tipo um código entre nós… ( queria dizer que as respectivas não podiam saber …!!)
A vida, a distância foi nos afastando… hoje já não trocamos confidências, ainda não conheço a tua casa nova e aos poucos os telefonemas foram rareando e hoje pouco sabemos uma da outra…
Para mim foi importante ter dito o que sentia, porque tantas vezes calamos sentimentos, afectos e temos dificuldade em dizer às pessoas que elas são importantes para nós…que sentimos a sua falta…ficamos sempre à espera que o outro dê o primeiro passo!
Depois o tempo vai passando e já não temos à vontade…parece já nada fazer sentido!
Acho que nunca aprendi a dizer “adeus” a nada na vida…às pessoas que passaram por ela, mesmo que não tenham entrado por completo, aos lugares que vi e estive, às amizades que ficaram esquecidas algures num recanto do tempo….
Ontem consegui dizer que sentia a tua falta…para mim foi importante…como o era a tua amizade, porque contigo conseguia ser eu sem rodeios…sem medos ou máscaras…
Um abraço, gostava que ligasses …às vezes odeio morar longe de algumas das pessoas que fui conhecendo e construindo amizades.
Sinto saudades e a saudade é algo que dói…

um abraço com saudade tulipa

14 comentários:

g disse...

Por vezes calamos o que não devemos calar e outras falamos o que deviamos calar.

Deviamos aprender a dizer aos amigos : amo-te.

Pedrasnuas disse...

Subscrevo o comentário da g.
E acrescento que gostei muito do teu texto.
Profundo e sentido...nós nunca devíamos esquecer os verdadeiros amigos...embora a vida muitas vezes nos troque os caminhos e nos confunda!!!

Para ti o mesmo abraço de sempre,
sentido!!!

tulipa disse...

G e Pedras Nuas

Mais que aprender a dizer " amo-te " aos amigos é não ter medo de o fazer...porque todos precisamos de sentir que somos amados , tenha o amor a forma que tiver.
A pessoa de quem falo no texto foi umas das pessoas que "amei e amo" unicamente amiga, mas como diz a Pedras Nuas a vida às vezes troca-nos as voltas e cada um segue o seu caminho....
Um abraço às duas

tulipa

Sandra Daniela disse...

Pois... com posso dizer aquilo que senti ao " ler-te"?
Que me revi... Que muitas vezes retraío o que apetece dizer... demonstrar...Muitas vezes por medo... Mas muitas vezes deixo o impulso ser mais forte... e digo... e fico á espera das reações...
´

beijinhos

vida de vidro disse...

Tal como dizes, a vida encarrega-se de afastar pessoas que se querem bem. A amizade, por vezes, tem que ser cultivada. Tratada como uma flor. Sem pudor dos sentimentos. **

Joana * disse...

Desculpa a invasão, mas revi-me totalmente nestas palavras.

O medo é talvez a maior barreira...

Beijinho*

Joana * disse...

Vou voltar, de certeza.

=)

Paulo Silva disse...

Saudade uma bela palavra mas que infelizmente dói, dor essa pelo qual todo o ser humano sente.

Gostei muito do teu texto, da tua forma de te expressares... a vida dá voltas, mas tudo isto nos ensina a sermos fortes e faz-nos crescer e reflectir, tornando-nos pessoas melhores.

maripoza disse...

Tulipa,


Sorri ao ler o teu post.. porque ultimamente é isso que tenho feito. Dizer às pessoas de quem gosto que gosto delas.

Tal como respondia hoje à vizinha orquídea, ter perdido amigos este ano fez-me repensar muita coisa que não lhes fiz ou disse. Não quero que isso aconteça com outros.

Por isso, quando bate a saudade, ou me dá a vontade, pego no telemóvel, ligo, e simplesmente digo: gosto muito de ti e tenho saudades tuas.

Porque e para quê havemos de guardar os afectos só para nós? Como podemos receber, sem dar?

1 beijo

NAFTAMOR disse...

Mais uma vez o que escreves, consegue de algum modo mexer comigo!

E há palavras que não tenho no meu dicionário; SAUDADE quase nunca a uso e não é por nada, deve ser porque não a consigo dizer.

Um beijo

Scorpio Angel disse...

Nunca me arrependi de dizer a alguém importante o que sentia, mas já me arrependi de não o ter feito. Veras que com o tempo darás ainda mais valor ao teres optado por dizer. Um abraço.

Parapeito disse...

olá Tulipa...em primeiro venho agradecer as palavras que me deixasre no parapeito :) O Luis está a melhorar cada dis que passa..Acredito(porque preciso)que o pior já passou*
Acerca do que escreveste..como te entendo linda...è uma pena nao podermos as vezes dar mais atenção e ter mais tempo com as pessoas que nos sao especiais...
Para ti Tulipa tudo de bom
Um abraço*

as velas ardem ate ao fim disse...

É bom dizermos aquilo que sentimos.
um bjo

Su disse...

Acho que nunca aprendi a dizer “adeus” a nada na vida…

nem eu......tudo e todos estão sempre presentes em mim...........

gostei de ler.t

jocas maradas de sentires