29 março, 2009

o desalinho do vento...


O vento agita-se
Num gemido
Turbulento
Desalinha
Cada rosto
Cada sorriso .
Ouvimos o seu bater
Indiferentes ao seu pedido
Percorro o teu corpo
Com a suavidade
Desalinhando cada traço
Cada gesto
De desejo.
Nem demos pelo anoitecer
Que caiu ao som do vento…
E nas palavras sussurradas…
Para o vento não as ouvir
E as levar para longe
Perdidas por aí...

tulipa

12 comentários:

Pedrasnuas disse...

O vento agita-me a alma...

Uma noite de temporal amoroso?
Sabe bem perder o anoitecer...

Gostei !!!

Abraço

g disse...

O vento não vos ouviu mas certamente que vos aconchegou.

Bjs nossos

happiness...moreorless disse...

e não gosto muito do vento... mas gostei muito das tuas palavras =)

beijinhi

Ler disse...

Lindo!
Um beijinho

Maria Papoila disse...

O vento tem estado muito frio.

clic disse...

Vim agradecer e retribuir a visita e agradou-me o vendaval! :)

NAFTAMOR disse...

Assim,

venha mais vento
e vendavais destes
tb eu não me importava de passar.

BlueVelvet disse...

Não gosto nada de vento, mas adorei o teu poema.
Lindíssimo.
Veludinhos azuis

as velas ardem ate ao fim disse...

eu tenho medo do vento.
um bjo

fiel.jardineira disse...

Lindo, tal como o sentimento que transmite :)
bjs

kris disse...

as palavras sussuradas, são apenas daqueles que as ouvem e dizem..aí o vento nunca poderia pegar e levar.

beijo

Fernanda disse...

Olá

Gostei de ler o teu poema.
Sentires que nos iluminam a vida,...é bom.


Um abraço