24 fevereiro, 2009

sem destino...


Pegadas são marcas deixadas no tempo
de amor e saudade
vividos e imaginadps
encontros e desencontros
no destino e na distância...
nas ilusões de uma vida
construída e destruída...
palavras ditas numa noite de temporal
Marcas que ficam gravadas na areia
e na memória...
As pernas começam a fraquejar
o cansaço de um caminho com
fracassos e sucessos
De amores e desamores
De sonhos destruídos
Onde me leva esta caminhada?
Nas pegadas da vida...
Num destino construído
e nem sempre vivido.
Nas pegadas da vida...

19 fevereiro, 2009

Defeitos quase qualidades...

Fui desafiada pela Caramela apresentar 5 defeitos e eu a pensar que era perfeita....rs
Pedi opinião cá em casa e alguns apareceram logo :

- Refilona- Resmundo um bocadito , mas acho que eles exageram!
- Despistada- Confesso!
- Desorganizada- Perco-me um bocado, ando sempre à procura de qualquer coisa e quanto mais me organizo mais me desorganizo
- Persistente- Há quem lhe chame teimosia eu gosto mais de persistência
- Muito exigente comigo e com os outros- Lido mal com o fracasso e também não admito muitas falhas nos outros...

Afinal até são simpáticos os meus defeitos quase qualidades!!!
E vou pedir que se " confessem":

http://lettheworldturn.blogspot.com/ Adoa
http://fieljardineira.blogspot.com/ Fiel Jradineira
http://naruacontigo.blogspot.com/ Fernanda
http://pedrasnuas.blogspot.com/PedrasNuas
http://sdaniela76.blogspot.com/ Traços e Linhas

Um abraço
Tulipa

14 fevereiro, 2009

Depois a morte a vida...


No meu último post falei de alguém que por opção pôs fim à vida, hoje falo de alguém que luta pela vida.
Um menina de 12 anos , da qual eu me lembro de ver quando a doença começava a tomar forma...os lenços na cabeça, as idas regulares ao hospital...
A seguir houve um período de estabilização...anos mais tarde as " nossas vidas" voltaram a cruzar-se ....a doença não foi travada...aliás ela cresceu junto contigo....e hoje só te poderás salvar se encontrares um dador de medula compativel, já que a esperança chamada o irmão falhou.

Hoje num acto de solidariedade de todos, enfermeiros, médicos, e da população que aderiu às centenas...todos para te tentarem ajudar....e à tua família...a tua mãe tem uns olhos tristes...cansados da dor....

Eu também fui mesmo sabendo que é muito dificil, adorava ser compatível contigo...ou quem com sabe, com outro alguém...

Seria uma forma de a minha vida fazer algum sentido...Servir para alguma coisa!
Uns destróem a vida...outros lutam por ela... Há coisas estranhas de entender!!!
Neste dia dos namorados foi bonito....ver tanta solidariedade à volta de uma criança!



um abraço

Tulipa





10 fevereiro, 2009

Partida sem regresso...


Quando te conheci eras um jovem alegre, sempre sem stress...e gostavas tanto da vida.
Hoje para aí uns treze, catorze anos depois...tanta coisa mudou nas nossas vidas...fomos cunhados...deixámos de o ser... ontem ao fim do dia com pouco mais de 40 anos...disseste adeus à tua vida de uma forma tão cruel...Talvez a vida não te sorrisse da forma que querias, empregos precários, desemprego prolongado..um curso superior que para nada serviu.... e num acto de coragem...ontem despediste da vida....no silêncio do teu apartamento...ficaste pendurado....à espera que alguém te trouxesse de volta ao chão...

Sabes , já algum tempo que não te via, mas ouvia falar de ti, afinal eras o tio dos meus filhos...o padrinho de um...e recordo o teu sorriso...aquelas férias no Sul de Espanha em que eu que não gostava muito e discotecas...quando ia era a última a querer sair.... e isso divirtia-te! Começaste a namorar com uma das minhas maiores amiga.... e os dois foram anos mais tarde padrinhos do meu filho mais novo.

Todos pareciamos ir ter uma vida perfeita! Como estavamos enganados! Alguns anos depois tanta coisa mudou na vida dessas seis pessoas que foram passar férias todas juntas... O teu pai, a outra amiga e agora tu já nos deixaram....

Eu e o teu irmão decidimos aí mesmo nessas férias , em pleno mar casar no ano seguinte...e assim aconteceu, mas as ondas que nos juntaram , nos separaram... a tua " comadre" casou anos depois ...mas também já se separou....

Só restamos os três e para nenhum de nós a vida tem sorrido! Tu não quiste fazer mais parte dos sofredores! Partiste e deixaste a sofrer os que te amavam!

Não sei o que sinto, nem sei muito da tua vida nos últimos anos para compreender as razões que te levaram a tomar essa atitude, apenas sei que o teu irmão vai ficar ainda mais fragilizado, os míudos vão sentir a falta de te ir tocar à campainha quando iam ao pai ...
Sabes invejo-te por poderes decidir o que fazer com a tua vida. Acho que as pessoas só devem viver quando se sentem bem, quando se sentem felizes... também já pensei nisso algumas vezes, mas eu nem " morrer " posso...tu pudeste decidir, não tinhas ninguém a depender de ti!

Invejo-te por não poder decidir quando quero partir...porque tenho muita gente a depender de mim.... incluindo os teus sobrinhos!

Para mim , não foste cobarde...mas sim...um corajoso...!

Descansa em paz, amigo....os teus pais saberão tomar conta de ti!

Nunca imaginei que a tua vida terminasse assim...parecias sempre tão calmo...tão sereno... " não stress" era a tua frase favorita...não aguentaste a falta de coisas que só tu saberás....


um abraço tulipa

04 fevereiro, 2009

Medo o que é?


Hoje peguei quase por acaso num livro infantil…
chamado o medo o que é?
E fez-me pensar o que é o medo?
Não o medo das crianças, mas o medo dos adultos…
O medo …
Esse fantasma que nos impede de avançar,
de seguir os caminhos dos sonhos por serem incertos…
e temos medo de abandonar o que julgamos seguro…
Esse fantasma que nos afasta das pessoas que amamos,
por medo de dizer a verdade,
Esse fantasma que nos impede de amar
com medo de sofrer.

medo de soltar o que sentimos
e sermos mal interpretados…
Esse fantasma que não conseguimos enfrentar
e com os quais vivemos anos e anos…
O medo que fala sempre mais alto…
O medo da verdade , da mentira…
Medo de escondemos
e que seja descoberto…
o que sentimos
ou vivemos!

Medo de viver,
Medo de morrer,
medo de ser rejeitado…
Medo é uma sombra atrás da porta…
Medo é algo com que lutamos
mas nem sempre conseguimos

O Medo faz-nos fugir uma vida inteira…
e ás vezes nem sabemos
Do que fugimos!
Mas passamos a vida a fugir…
com medo de enfrentar a realidade
a verdade…


Um abraço

tulipa