10 agosto, 2008

sempre como n` areia


Uma história simples contada no feminino...que tal como areia...se agarra entre as mãos...e por vezes escapa entre os dedos...envolta em paixões, verdades...mentiras....amores para sempre e para nunca....
Um livro simples...para férias, mas que faz pensar...porque se magoa quem se ama?

Tulipa

6 comentários:

Presença disse...

Obrigada pela sugestão
.
.
.
darei uma vista de olhos
e
essa é a lei latente e de negação do amor

bjo
boa semana

g disse...

Fica-nos um pensamento, tão lindo o amor, tão feia a traição.

Bjs

rv disse...

é verdade o q escreveste, eu li-o num dia e gostei bastante;
percebo o pq deste espaço, o meu foi criado exactamente pelas mms razões, keep going!

:)

Mar da Lua disse...

Tulipa: Obrigada pelas tuas palavras sobre o meu "Sempre como n'Areia". É bom saber que ns leem e nos aconselham ;)

rv: Fico igualmente feliz por também tu teres gostado.

Obrigada a amb@s.

kris disse...

gostei muito do livro, de toda a ternura envolvente...o fim deixou-me triste...mas aconselho

Parapeito disse...

não conheço...mas se a Kris aconselha...vou procurar ler :)

e relamente porque se magoa quem se ama?

******